sábado, 5 de dezembro de 2009

Brasileiro de Almeida



Foi Antonio Brasileiro
quem soprou esta toada
que cobri de redondilhas
pra cumprir minha jornada
e com a vista enevoada
pelo inferno e maravilhas...

Mestre Antonio escreveu sobre a casa
cantou também os urubus e outros pássaros
nos deu as canções mais lindas

de ouro e marfim

Amou os animais
e plantas
e crianças
e todas as mulheres do mundo

Amou sobretudo a musa
a música
o que a voz entoa
e o instrumento ecoa

Nos deixou de presente
tudo quanto é lindo
a sabiá, a roseira,
o rio, o Rio...

O pato preto, o camiranga,
em melodias tão lindas
que dá vontade de chorar...
ou Borzeguim, de dançar

Com Maria Luiza,
com Elis,
com Miucha
e seu coral de vozes límpidas

O piano inesquecível
O charuto, o chapéu,
A prosa solta, sem pressa,
Como quem desata nós

Se fizer bom tempo amanhã,
como diria o baiano,
Eu vou, Mestre Jobim.
Mas se, por exemplo, chover...


As frases em itálico são, respectivamente, de Chico Buarque, Gilberto Gil e Dorival Caymmi.
Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, o maestro soberano, tinha um humor afiadíssimo. Certa vez plantou tinhorão na entrada da sua casa, pra provocar o crítico José Ramos Tinhorão, que o atacava constantemente. Diz a lenda que, ao voltar do bar, antes de entrar em casa, aguava as tais plantinhas...
A foto é da Regina, a mana quase alemã...


4 comentários:

Terapeuta disse...

Passei para desejar um início de Ano com saúde. A gente sabe que o mundo não muda na mudança do ponteiro, mas que fica um desejo fodido para que aconteça fica. Vamos lá enfrentar Copa do Mundo, Eleições e de novo o BBB (rsrsrs)
Saudades dos dias de Odara, Choupana, Cabana e tantos bares e lugares.
Um beijo e abraços a todos aí da casa!

Macka

Mary Flower disse...

Queridos Macka e companhia...

Tantos dias e tantas noites depois, quem diria que voltaríamos a nos encontrar neste cyberespaço de ninguém... o mundo gira, a Lusitana roda e nós aqui, neste país, neste planeta, tão próximos em idéias e (por ora) distantes geográficamente.
Um ótimo ano pra ti e pra família.
Ah, o Choupana ainda resiste!
Simbora tomar umas?
Beijão
Mary

Débora Kikuti disse...

Querida, este lugar tá lindo por demais!!!
Adoro passar por aqui pra me alimentar...
Grande beijo.
Saudades.

Dedé

Mary Flower disse...

Beijo, Dé,
Nos vemos já, já!
Obrigada por tudo!